31 2511-6100

contato@sierrapoker.com.br

acontece no sierra

Minas Poker Series

Bruno Castro faz milagre, termina em 4º no Last Chance e é o novo campeão do ranking do MPS


por Sierra Poker



Bruno Castro faz milagre, termina em 4º no Last Chance e é o novo campeão do ranking do MPS


19/12/2018

Foi no último torneio. Nas últimas mãos. Com o baralho aprontando e o sentimento de que não ia dar. Mas como no poker não existe o impossível, Bruno Castro reverteu uma desvantagem de mais de 700 pontos e se tornou o Campeão do Ranking Geral da Minas Poker Series 2018.

Antes da sétima e última etapa começar, quem liderava era Wilson Otero, com 2.697,96 pontos. Ele assumiu a ponta do ranking logo na segunda etapa e parecia que não teria dificuldades em se manter no topo, uma vez que, faltando apenas uma etapa, seu único concorrente tinha 1.993,64 pontos, exatos 704,32 pontos a menos. Para se ter ideia da dificuldade da missão de Bruno, o Main Event da 1ª etapa do ano contemplou o campeão Marcelo “Big Head” com 651,81 pontos, enquanto os eventos paralelos não deram muitos mais que 300 pontos para seus respetivos primeiros colocados no decorrer da série. Além de fazer uma etapa perfeita, Bruno Castro teria também que torcer para que Wilson pontuasse o mínimo possível, fato raro em 2018, uma vez que apenas na 4ª etapa ele, o “Sr. Wilson”, havia feito menos de 200 pontos.

O primeiro evento mostrou que Wilson dificilmente largaria a ponta. Quinto colocado no Omaha, ele viu Bruno terminar em 4º e tirar apenas 13 pontos dos mais de 700 necessários — e mal sabiam eles como esses 13 pontos seriam importantes e decisivos no final. Infelizmente para Wilson, a partir dali, nada mais deu certo. Ele não pontuou em nenhum outro torneio, enquanto Bruno terminou em 3º no High Roller (165,60 pontos) e foi campeão do Courchevel (171,08), título que também lhe garantiu o topo do Ranking Geral do Omaha.

Depois da parada do MPS para o BSOP Millions, restavam três torneios e quase 400 pontos para buscar. Nada deu certo no 6-max e para continuar sonhando, era preciso ir muito bem no Main Event. Ele não podia mais errar. A 24ª colocação no Main Event lhe rendeu 219,25 pontos, o que o deixava ainda com um déficit de 134,74 pontos e uma missão complicada no Last Chance. Tomando por base a etapa anterior, Bruno teria que terminar pelo menos entre os cinco e ainda torcer para que Wilson Otero não premiasse.

A última chance

Nunca o nome Last Chance foi tão metalinguístico. O esforço de todo o ano estaria personificado no torneio de encerramento do MPS. Para apimentar ainda mais a disputa e fechar o ano com chave de ouro, o Sierra aumentou o garantido em 50% e o resultado foi uma explosão: 123 entradas totais, 70 únicas e mais de R$ 18.000 arrecadados — e quis o destino que Bruno e Wilson caíssem na mesma mesa.

Imediatamente à esquerda, Wilson tinha vantagem de posição e os dois protagonizaram batalhas insanas. A mesa assistia embasbacada os embates dos dois melhores jogadores do Sierra no ano. Muito mais que dinheiro, o vencedor, não necessariamente desse duelo singular, levaria a glória de um dos rankings mais difíceis do Brasil e que possui nomes consagrados do poker nacional em seu Hall de Campeões.

Com os números finais do torneio e Wilson Otero eliminado, Bruno Castro sabia que ficar entre os oito premiados não adiantaria, ele teria que terminar pelo menos na 4ª posição e, por um momento, apenas por um momento, ele achou que não daria.

Restando seis jogadores, Bruno perdeu um all-in de A-10 para Q-4 do short e ficou com o menor stack. Mas o baque da “fatiada” não durou muito. Em questão de minutos, ele foi do inferno ao céu. Primeiro com a eliminação de Eduardo Nogueira pelo Gustavo Dias e logo em seguida com Fábio Issa eliminando “Big Head” na 5ª colocação. A partir dali, nada mais importava. A história não vai contar que ele caiu logo em seguida na 4ª posição, nem que o seu “herói”, Fábio Issa, cravou o torneio mais tarde. Naquele momento, o único protagonista era ele, um dos recreativos mais profissionais de Minas Gerais. O mais novo campeão do ranking da Minas Poker Series: Bruno Castro.

(Ah, e lembram daqueles “míseros” 13 pontos no primeiro torneio da etapa, o de Omaha? Bom, Bruno terminou com exatos 2.813 pontos e o também gigante Wilson Otero, com 2.807,46)


acontece no sierra

19 de fevereiro de 2019
R$ 3.013
acumulado hold'em


R$ 0
acumulado omaha


R$ 0
acumulado mesas 2-5